Páginas

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Denúncia pede a cassação do mandato de um dos vereadores em Prudentópolis

Uma denúncia protocolada pelo Partido Solidariedade (SD), acusa o vereador Dr. Darley Gonçalves da Rosa (PSB) de acumular o cargo de médico ao mesmo tempo que o de vereador e ainda recebendo pelas duas funções. No protocolo, é requerida a instalação de uma comissão processante visando a cassação do mandato do vereador. Recentemente, o vereador Clemente Lubczyk disse por tabela que havia um vereador recebendo mais de R$ 14 mil por mês, deixando parecer que se tratava do colega supra-citado. Nos bastidores, rola a conversa de que Darley e outros também estariam encaminhando denúncias contra Clemente e outro vereador ao GAECO e ao MP. Parece que semana próxima, o pau vai comer na câmara de Prudentópolis.

Documentos publicados nas redes sociais pelo vereador Clemente: (clique nas imagens para ver melhor)





terça-feira, 25 de agosto de 2015

População elogia Adelmo por visitar e dialogar com as comunidades

Seguindo as andanças pelo extenso município de Prudentópolis, na região Centro Sul do Paraná, o atual prefeito Adelmo Klosowski (PR), visitou a região norte, Jaciaba, Ligação e comunidades próximas. Alguns moradores da região disseram: 'fazia tempo que nós não via um prefeito ou um vereador aparecer por aqui conversar com o povo. Gilvan estava só preocupado em encher os bolsos e meio que abandonou a gente". Outros disseram que confiam em Adelmo: "Adelmo é gente como a gente, simples, trabalha como nós na agricultura e está tentando melhorar as coisas, por isso damos nosso voto de confiança e Deus que ajude que vá para frente", disse A. B.  

Estima-se que a prefeitura sofreu um rombo de mais de R$ 10 milhões em face do esquema de corrupção chefiado pelo ex-prefeito, Gilvan Agibert, em conluio com diversos empresários e funcionários públicos da cidade. Contudo, em pouco tempo de mandato, Adelmo já reequilibrou parte das finanças, retomou obras importantes como o Centro da Juventude, está realizando readequação de estradas rurais e urbanas, buscando mais recursos junto aos governos federal e estadual e ainda busca deixar a estrutura administrativa da prefeitura mais enxuta e rígida para evitar que outros políticos que venham ocupar o cargo de prefeito no futuro não causem novos danos ao erário público, como o causado pelo ex-prefeito. (Fonte: Conexão Centro Sul)

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Vereador denuncia que colega estaria recebendo mais de R$ 14 mil por mês

O vereador Clemente Lubczyck (SD) postou nas redes sociais que um dos vereadores estaria recebendo mais de R$ 14 mil por mês, que o mesmo é médico e que a denúncia já estaria no Ministério Público. Embora não tenha citado nomes, pelas 'pistas' que deu aos internautas, é possível que se trate do vereador Dr. Darley Gonçalves da Rosa, (PSB), com quem Clemente já teve seus arranca rabos. Clemente promete fazer o circo pegar fogo nas próximas sessões com a denúncia. 

VEJA PRINT 


Asfalto na marginal da BR-373

Reza a lenda no Facebook da prefeitura que uma comitiva foi até Campo Largo conhecer um caminhão que faz asfalto. Além disso, informam que buscam asfalto para a Marginal da BR-373. 

Boatos da cidade

Correm boatos na cidade que um certo politiquinho andou cortando ou tentando cortar os pulsos após umas doideiras e umas 'cheiradas de vento'. O mesmo já é conhecidinho, até condenado por improbidade e deve levar para a cabeça em breve na câmara e em outras instâncias. Inclusive, vizinhos do dito cujo, boatizam que o pai do animar tem ido seguidamente rezar para as almas num certo cruzeiro num dos cemitérios da cidade, com medo de ir pra cadeia em face da Operação Caçamba. Não precisa se matar e nem ter medo, é só ser humilde, reconhecer os erros e caírem fora da política onde nunca deveriam ter entrado, se a intenção sempre foi ficarem ricos com o fácil dinheiro do povo através da prefeitura.

Nada demais

Pelo andar da carruagem, nada de tão surpreendente deve acontecer nos próximos meses na previsível política de Prude. Polemiquinhas aqui e acolá, reuniões para eleições de 2016, talvez algumas condenações da Operação Caçamba.E a vida segue, com o povo esperando dias melhores.

A política de Prudentópolis depois da queda de Gilvan

Pois é, o ex-prefeito Gilvan já pendurou as chuteiras depois da sua cassação em face da Operação Caçamba do Gaeco, levando consigo um monte de político que se achava forte na cidade e que também são réus na ação do MP. Há quem diga que o Bodanha mexe os pauzinhos para por alguém da sua turma para concorrer nas próximas eleições, outros dizem que possa apoiar alguém. Seja como for, qualquer um que tenha seu nome ligado ao de Bodanha e da turma denunciada pelo GAECO tende a levar fumo, se a memória popular não for muito curta e se os churrascos e festinhas não falarem mais alto como já aconteceu em outros tempos. De fato, a situação política das chamadas 'grandes famílias' de Prude, se complicou além da conta e ainda podem surgir novas coisas, oriundas das investigações do Gaeco até 2016, para bater o martelo e sacramentar o fim do domínio abominável de certos politiqueiros. O povo não é bobo e com toda a informação que há atualmente, com as redes sociais, blogs e sites bombardeando sem parar e denunciando as mazelas dos políticos em geral, todos os que colocarem a cara para concorrer em 2016, já sabem que enfrentarão uma verdadeira guerra, sobretudo quem teve alguma ligação com o Bodanhão. Isto posto, alguns nomes em evidência para concorrer o pleito de 2016, e que correm pela boca do povão nas rodinhas de chimarrão e de truco pela cidade e no interior, são do atual prefeito Adelmo Klosowski (PR),do Divo Batista (PV), do Tito Santini (PP), do Hélinho (PSB) e podem surgir pessoas fortes, que ainda não estão tanto em evidência e que podem surpreender, e também alguns comédias no meio dessa galera, visando obter ibope. Para vereadores, a conversa geral é que os nobres  edis atualmente eleitos, de maneira geral, terão tremendas dificuldades para a reeleição, e uma possível renovação geral é esperada, caso tenhamos candidatos sérios, com propostas realizáveis e não os guapequinhas de sempre que latem, latem, atacam adversários no Facebook e acham que com isso obterão ibope e algum lucro eleitoral. De um modo geral, o povo está ligado e quem vier com conversinha fiada, campanhas difamatórias e briguinhas nas redes sociais vai levar a pior, até a enésima geração. O povo quer, antes de tudo, pessoas com um trabalho pela comunidade, mas trabalho sem usar dinheiro e cargo público para se auto-promover, e, sobretudo, plataforma de governo ou de legislatura, realizável, direta, sincera, franca. O povo quer ver quem vai ter mais bala na agulha. Ficam as dicas aos que tem coragem para se enfiar ou continuar na incômoda e turbulenta vida pública. 

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Mais força e representação política para Prudentópolis-PR


 Vereador Júlio César Makuch (PSD) assume a presidência da Acampar

Na tarde desta quarta-feira, 12, o vereador e presidente da Câmara Municipal de Prudentópolis, Júlio César Makuch (PSD), foi formalmente empossado como novo presidente da Associação das Câmaras, Vereadores e Gestores Públicos do Paraná (Acampar) para o próximo quadriênio (2015-19). A transmissão do cargo ocorreu na sede da entidade, em Curitiba, na presença da nova executiva. O grupo encabeçado por Makuch venceu as eleições da Acampar no último mês de junho, com 62,5% dos votos válidos na chapa “Por uma Acampar Forte”. Makuch substitui o então presidente José Valmor Martins, ex-vereador de Quedas do Iguaçu.

“O processo eleitoral na Acampar já está concluído. Agora é hora se fortalecermos os laços e a união entre vereadores do Paraná. Temos temas importantes a serem debatidos num momento nacional que é de crise política. Vamos assumir posições firmes na defesa do trabalho do vereador”, destacou o novo presidente. Segundo ele, uma das primeiras ações será o fortalecimento das regionais dos vereadores em todo Paraná.

Há poucas semanas, Makuch foi afastado do cargo de vereador, mas a justiça o reconduziu ao cargo por entender que as denúncias e acusações contra ele não são consistentes. Além disso, o vereador de Prudentópolis tem uma carreira política marcada por ações na área da saúde, pelo combate ao trabalho infantil e por projetos ligados às classes de maior vulnerabilidade social. Além de Makuch – o presidente -, completam a nova diretoria executiva da Acampar:

1º Vice Presidente - LUCIANO SOARES DE SOUZA - BARBOSA FERRAZ
2º Vice Presidente - VALDOMIRO R. DE LIMA - PITANGA
3º Vice Presidente - JOSIMAR AP. KNUPP FROES - PIRAQUARA
1º Secretário – ITAMAR CIDRAL DA S. JUNIOR – GUARATUBA
2º Secretário – RAFAEL LUCAS – IRATI
3º Secretário – JOSE LUIZ DE FREITAS – STA TEREZA DO OESTE
1º Tesoureiro – SILVIO DONIZETE SANCHES - CORUMBATAI DO SUL
2º Tesoureiro – ANSELMO H. OSORIO - PALMEIRA
3º Tesoureiro – LUIZ CARLOS VIDAL – WENCESLAU BRAZ  (Com informações da Acampar)

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

109 anos...

Prude chega aos 109 anos. A maioria de nós nem estará mais aqui quando a cidade completar 209 anos. Olhando para o tempo, nos vem a reflexão. 

É claro que pessoas boas passaram pela vida pública da cidade e a comandaram com honra e honestidade. Mas, dos últimos 30 anos para cá, parece que ao invés de evoluir, a cidade regrediu ao tempo da idade média. E volta e meia tem prefeito preso, cassado, vereador afastado, empresários e metidos a religiosos indiciados e réus, e a cidade capengando. O povo pagando seus impostos e sendo explorado pelas novas velhas panelinhas de sempre.  Meia dúzia que está intimamente interligada, com negócios escusos, com fortes laços de $$ amizade $$ que não deixam a cidade crescer, melhorar, ir pra frente. Essa meia dúzia não larga o osso, não abre espaço para as pessoas jovens, ao contrário, as persegue forçando-as a irem embora para outras cidades.  Não torna a cidade verdadeiramente turística por questões de especulação imobiliária, não atrai indústrias e gera empregos com salários decentes por medo de virem pessoas de fora capacitadas, informadas e que podem abrir a mente do povo, fazendo-o pensar e analisar bem as coisas. Com isso, muito prudentopolitanos vão embora e nunca mais voltam. "Não tem futuro", muitos que moram fora assim comentam. De fato, fazem mais de 30 anos que essa turma não quer que a cidade vá para a frente, por isso, pegam os partidos, enfiam debaixo de seus sovacos e colocam quem eles bem entenderem como candidatos e o povo fica sem opção, elegendo e reelegendo a mesma laia de sempre. Com efeito, essa panelinha de 'donos do mundo', está se preparando para continuar no poder nas próximas eleições, se tiver as próximas eleições, já que o país está à beira de explodir. Então, que as pessoas de bem, os que realmente amam Prudentópolis, os que realmente querem que a cidade vá para frente reflitam seriamente, com consciência e realismo antes de colocar a mesma turma de sempre no comando da cidade. E que o GAECO,  bem como a PF continuem a fuçar e trazer em breve mais coisas á luz do dia, para que o povo saiba bem quem é quem. E que depois de todos esses escândalos que ganharam destaque vergonhoso e negativo em rede nacional de TV, as pessoas de bem chutem os traseiros dos politicopatas, corruptopatas de Prudentópolis. Povo consciente, cidade vai pra frente! Apesar dos pesares e sem ter muito o que comemorar, embora haja uma tímida tentativa de por as coisas nos eixos por parte de algumas pessoas sérias, Parabéns povo de Prudentópolis, sigam em frente! Sem medo, com força, firmes e fortes!  

A máscara cai: vereador metido a moralista, recebeu doação de ex-prefeito corrupto cassado

Seguindo a contra-ofensiva em face das mil e uma mentiras e das poses de falso moralista do vereador corrupto, condenado por improbidade administrativa e com parentes réus da Operação Caçamba do GAECO, Luciano Marcos Antônio (PMDB), mais conhecido como 'lutador de artes marciais ucraínas', o site do TSE e do Transparência Brasil comprova que Luciano declarou que recebeu doação para a sua campanha de vereador em 2012. Claro, como a maioria dos políticos que dizem gastar menos do que gastaram, o vereador declarou que gastou apenas R$ 16.492,55. E em meio à  declaração, vejam só, está a doação feita pelo ex-prefeito Gilvan Pizzano Agibert, no valor de R$ 157,50. Se é pouco ou não, não importa, o que importa é que a doação feita por Gilvan à Luciano comprova a ligação que ele e seus parentes indiciados e réus da Operação Caçamba do GAECO, tinham e possivelmente ainda tem com o ex-prefeito cassado que, diga-se de passagem, alguns dizem, que anda faceiro pela cidade, ironizando a justiça. Em resumo, mais uma vez cai a máscara do vereador que prega um falso moralismo, fala do ex-prefeito mas é 'cú e carça' com o mesmo e as declarações, bem como os envolvimento detectados pelo GAECO apontam que seus dois mandatos de vereador possivelmente tiveram dinheiro desviado da prefeitura.

Veja: (Portal Transparência Brasil e TSE)

Clique na imagem para ver melhor


Abaixo, trechos das investigações do Gaeco, que vazaram na internet há  alguns meses, onde mostram o envolvimento dos Antônio na maior roubalheira da história da cidade, chefiada pelo Bodanha.




Um dos vários arquivos da Operação Caçamba do GAECO, em Prudentópolis. O Pai do lutador de artes marciais ucraínas, o...

terça-feira, 11 de agosto de 2015

Comissão processante apurará denúncias contra Makuch

Uma comissão processante apurará denúncias contra o vereador Júlio Makuch (PSD). O vereador disse novamente que respeita o trabalho do Ministério Público, mas isso não significa que deve concordar e que esteve,com seus advogado, sempre à disposição do MP, assim  como estará a disposição da Comissão. "Estou tranquilo e à disposição de todos, para que possa apresentar provas para me defender.Tudo foi construído em cima de testemunhas, de declarações mentirosas", disse Makuch. Dentro de alguns dias, a comissão deverá divulgar como está o trâmite da coisa toda. 

VEREADOR LUCIANO SE FAZ DE VÍTIMA E AMEAÇA COM PROCESSO

O vereador Luciano Marcos Antônio (PMDB), citado em investigações, que tem o pai e irmão metidos até o talo e réus da Operação Caçamba, disse que quase apanhou e chamou a mãe. Ainda, Luciano que é acostumado a mentir, ameaçar moradores no Facebook, atacar adversários e a imprensa disse que processará um blogueiro cujo mesmo não responde pelo Blog Mais Prude, já que faz mais de 05 anos que o citado pelo vereador de meia pataca, não reside mais em Prudentópolis e sim em Curitiba, ao contrário do que os mesmo mentiu em tribuna. 

Em contato por telefone com o blogueiro citado pelo vereador, de maneira ridícula, negando sua covardia em tribuna, o blogueiro disse:

"que se pode esperar de um vereador eleito com dinheiro que pode ter sido desviado da prefeitura? Afinal, o pai e o irmão são réus na Operação Caçamba do GAECO por ajudarem o ex-prefeito cassado a desviar dinheiro dos cofres públicos? Tal vereador, assim como alguns de seus puxa-sacos, devem ter algum estranho tesão por mim, ou saudade, por que vira e mexe vivem falando sobre minha pessoa em Prudentópolis, como covardes que são. Aliás, quando ainda morava em Prudentópolis e trabalhava de auxiliar administrativo num escritório de advocacia, o vereador Luciano me procurou e queria me pagar para divulgar coisas a favor dele contra outros vereadores. Obviamente mandei ele enfiar no olho da soberba dele a proposta indecente. Não tenho e nunca tive qualquer relação com esses palhaços de Prude, aliás considero perda de tempo tratar de coisas da podre politica daí. Por isso, passei o blog aos jovens que ainda tem saco, coragem, escrevem algo quando podem (e tem mandado bem). Quem falar asneira, que prove o contrário. Já faz mais de meia década que não resido em Prudentópolis. Atualmente, resido em Curitiba-PR e quando posso estou em Ponta Grossa, já que escrevo para uma das maiores redes de blogs do Centro Sul do Brasil. E desmentindo o cara de pau, há tempos que, felizmente, não tenho visto a cara do covarde por aí em Prude quando vou passear e se o visse nem daria bola, porque não perco tempo com pessoas fúteis e que vivem de malandragem, parasitando o dinheiro público. Resumindo, quem vai ter que se encontrar com a justiça outra vez, por que ele já foi condenado por improbidade administrativa, é o vereador mentiroso, cara de pau e que vive como playboy, às  custas do dinheiro do povo prudentopolitano,ficando a semana toda fora da cidade, ganhando pela cidade,como vereador que nada faz e como funcionário do estado, pela Sanepar. Esse sujeito merece uma surra de cinta  e quem pode dar uma boa sova é o povo que não vote mais nesse ridículo. E ao contrário deste imbecil, não me escondo não, estou em Curitiba, quem quiser vir me ver cara a cara pode vir, estou à disposição, pertinho de Colombo-PR", disse o blogueiro.

QUE FIQUE CLARO: o blogueiro citado pelo lutador de artes marciais ucraínas, não responde pelo blog Mais Prude, há mais de 05 anos. São vários jovens blogueiros ciberativistas que escrevem variadamente para o blog Mais Prude. Qualquer coisa, nos mande e-mail: muitomaisprude@bol.com.br (Arnaldo Távora, para os blogs da região centro sul) 

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Vereador de Prudentópolis foge depois de atacar repórter em Ponta Grossa-PR


Locão de raiva

O vereador Luciano Marcos Antônio (PMDB), foi abordado num restaurante de Ponta Grossa-PR. Ao ser abordado pelo repórter que estava com um amigo. O repórter lhe disse, em tom de brincadeira, :'bonito né, bebendo umazinhas, e além de ser um vereador de outra cidade é funcionário do estado!".

Luciano ficou louco de raiva e disse: "vocês são todos uns viados! Eu sou um vereador, uma autoridade em Prudentópolis, eu tenho foro privilegiado e não é um 'repórtinho' de um bloguinho que vai queimar meu filme!". Além disso, Luciano ameaçou o repórter e outras pessoas próximas, dizendo que iria pegá-lo 'uma hora dessas', que era lutador de 'artes marciais ucraínas', e por fim, ao tentar fugir, depois da abordagem quase bateu em outros carros que estavam estacionados. Ainda, supostamente ligou para a mãe fingindo estar sendo atacado pelo repórter, até tentou filmá-lo para incriminá-lo, se dizendo vítima. Luciano é um dos citados na Operação do Gaeco em Prudentópolis, como se fosse acobertador de um laranja. Seu pai e seu irmão, assim como outros indiciados, são réus na Operação Caçamba por ajudar o ex-prefeito Gilvan Agibert a desviar mais de R$ 10 milhões dos cofres públicos da prefeitura de Prudentópolis. 

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Poucos escapam mas população desce a lenha pareio em vereadores de Prudentópolis

 Poucos se escapam e a maioria não é santinho não...

A população de Prudentópolis, na região central do Paraná, está descendo a lenha pareio nos vereadores da atual gestão da câmara de Prudentópolis, cidade próxima de Guarapuava, na região central do Paraná. 

Em vários grupos e comunidades das redes sociais, eles criticam os vereadores, apontando o que já correu pela mídia, como agravante nas "fichas politicas" dos mesmos. 

A lista diz o seguinte:

DR. DARLEY GONÇALVES DA ROSA - PSB - Teve denúncia contra ele sobre suposto acúmulo de cargos. O mesmo conseguiu mandado de segurança na Justiça para que a câmara não abrisse CPI.

JOSÉ AMILCAR PASTUCH - PSB - Segundo os internautas, o mesmo teria sido supostamente citado durante investigação que ainda ocorre em Prudentópolis.

ADRIANO CARDOZO - SDD - LICENCIADO - Nada consta contra o mesmo até o momento.

MARCOS VINICIO DOS SANTOS - PT - Nada consta contra o mesmo até o momento.

JOÃO MICHALICHEN NETO - PSD - Conforme apurou o G1, João é investigado pelo GAECO por usar equipamentos da prefeitura na propriedade da família dele, e também porque o filho dele é dono da empresa de ônibus que tem a concessão do transporte escolar e de passageiros, com a prefeitura.


JOSÉ PETEZ - PSD - é Réu na ação movida pelo GAECO.

CLEMENTE LUBCZYK - SDD - Foi condenado por improbidade administrativa - Link. 


MARCOS ROBERTO LACHOVICZ - PPS - Nada consta contra o mesmo até o momento

OSMAR PEREIRA - PTB - Nada consta contra o mesmo até o momento 


VALDIR KRIK - PPS - Conforme apurou o G1, Krik é investigado pelo GAECO por usar equipamentos da prefeitura na propriedade da família dele. Ele também já foi denunciado por acumular cargos de servidor da prefeitura e de vereador,além de usar a saúde do município para se autopromover politicamente.

LUCIANO MARCOS ANTONIO - PMDB  - Foi condenado por improbidade administrativa (link para rever), foi citado em investigações do GAECO, acumula cargo de funcionário do estado pela Sanepar e de vereador, fica fora de Prudentópolis  a semana inteira e ainda tem o pai e o irmão indiciados como Réus na Operação Caçamba do GAECO. 

JOSÉ ADILSON DOS SANTOS - PSC - assumiu como presidente interino e é Réu por causa da Operação Caçamba.

JULIO CESAR MAKUCH - PSD - foi afastado da presidência pela justiça à pedido do GAECO, mas por força de Habeas Corpus foi reconduzido ao cargo de vereador, mantendo-se afastado apenas do posto de presidente.

MAURICIO BOSAK - PSC - assumiu no lugar de Adriano Cardozo que foi para secretaria de obras. Maurício foi acionado pelo MP-PR de ser uma espécie de 'funcionário fantasma' do então deputado estadual Felipe Lucas, teve bloqueio de bens decretado mas ao que parece ainda recorre da ação do MP. Bosak, também era defensor assíduo do ex-prefeito cassado,Gilvan Agibert. 


PEDRO DENCZUK FILHO - PTB - suplente que assumiu temporariamente no lugar de Osmar Pereira (PTB), o qual alega problemas de depressão. Pedrinho era defensor assíduo de um dos prefeitos mais corruptos da história de Prudentópolis, Vilson Santini,  o qual responde vários processos na justiça.


VEJA UMA DAS MUITAS DENÚNCIAS NAS REDES SOCIAIS

Diante desta lista, a população está levantando a bandeira da redução dos salários dos vereadores de quase R$ 7 mil para 01 salário mínimo, bem como redução de secretários e nomeações de pessoas capacitadas para as secretarias da prefeitura, sem vínculo político de preferência, à exemplo do que está acontecendo pelo Brasil. É uma tarefa difícil se ver concretizada mas o povo espera ao menos conseguir que tenham menos gastos com políticos, mais investimentos com a população.

AINDA, RELEMBRAM A LISTA DOS RÉUS DA OPERAÇÃO CAÇAMBA, INDICIADOS PELO GAECO/MP-PR,RESPONSÁVEIS JUNTO DO EX-PREFEITO, GILVAN AGIBERT, DE DESVIAREM MAIS DE R$ 10 MILHÕES DOS COFRES PÚBLICOS.


terça-feira, 4 de agosto de 2015

Nota Fiscal Paranaense devolve parte do imposto pago pelos cidadãos. Veja como funciona

O Deputado Estadual, Márcio Pauliki teve atuação decisiva para a implantação do reembolso fiscal no Paraná>>> 

A partir do último dia 03/08/2015, se você exigir a nota fiscal terá o reembolso de parte dos impostos embutidos nos produtos e serviços. 

Basta pedir para colocar o número do seu CPF ou do CNPJ da sua empresa na nota fiscal e o dinheiro poderá ser revertido em créditos para celular, pagamento do IPVA ou depósito em conta corrente ou poupança. 

Você também poderá participar de sorteios mensais de prêmios em dinheiro. Ao todo, serão sorteados R$ 250 mil por mês.

A Comissão de Indústria, Comércio, Emprego e Renda da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), presidida pelo deputado estadual Marcio Pauliki, teve um papel fundamental na aprovação da Nota Paraná. A Comissão realizou um intenso trabalho propondo emendas e ouvindo entidades ligadas ao setor produtivo com o objetivo de ampliar os benefícios à população.

“A iniciativa é uma excelente oportunidade de engajar a população. A Nota Paraná permite que as pessoas tenham de volta uma parte dos impostos pagos reduzindo, na prática, a carga tributária da população”, comenta. LEIA MAIS NO FOLHA CENTRO SUL BRASIL - CONEXÃO CAMPOS GERAIS

Justiça autoriza retorno de Makuch para a câmara de vereadores

O TJ-PR, através do Desembargador, Roberto de Vicente, concedeu Habeas Corpus reconduzindo o vereador Júlio César Makuch (PSD) ao cargo de vereador em Prudentópolis, na região central do Estado.  Na decisão proferida ainda no dia de 03/08/2015, o Desembargador entendeu que as provas apresentadas bem como os testemunhos de cidadãos que acusam o vereador de ser 'sócio oculto'  de uma empresa que presta serviço para a prefeitura, não são consistentes e, por isso, determinou o Habeas Corpus  reconduzindo o parlamentar à câmara municipal, porém, mantendo ainda a suspensão de Makuch da Presidência,  em face do processo impetrado pelo Ministério Público ainda estar tramitando.  

Em nota, os advogados Rafael Guedes de Castro e Caio Antonietto, que defendem o vereador, afirmaram que "tudo o que foi produzido pelo GAECO até o momento não corresponde à realidade e que a decisão do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná se mostra justa e adequada na medida em que restabelece a função pública pela qual o Vereador foi eleito democraticamente".

O despacho se deu no fim do expediente e, por isso, a câmara deve ser notificada ainda neste dia para proceder à recondução de fato. 

Trecho da Decisão

(Clique na imagem para ler melhor)



segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Corrida de rolimã faz sucesso em Prudentópolis

A 3ª etapa do 2° Circuito de Corrida de Carrinho de Rolimã dos Campos Gerais, realizada em Prudentópolis, sob o título de 'Perereca Suicida', atraiu um bom público e fez muitos voltarem à infância. Muitos parabenizaram a organização do evento que pode se repetir futuramente na cidade. (Fotos de Célia Schon e Vitrine Prudentópolis) 

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Rumores de que MST visa se estabelecer na região, gera tensão em cidades do Centro Sul

O prefeito de Irati, Odilon Burgath (PT) usando dinheiro público trouxe o MST para a cidade, pagando mais de 30 ônibus, alimentação, vestimentas e até a estadia do João Pedro Stédile e da gangue toda. Ao todo, a prefeitura gastou mais de R$ 300 mil na brincadeira. Dilma estava sendo esperada com protestos e indignação na cidade até as 14:00 de 24/07.  Pior do que 'invadir' Irati com o dinheiro do povo, são os rumores que partem das próprias lideranças do MST que dizem que há pretensões do "Movimento" de estabelecer bases perto dos saltos e em torno das propriedades, das belezas naturais em Guamiranga, Prudentópolis e região, com a desculpa de "Lutar pelos saltos e pela agricultura familiar".  Tais rumores tem despertado a ira e causado tensão nas famílias de agricultores na região.

Makuch diz que respeita o trabalho do GAECO e que acredita no 'retorno'


O vereador afastado, Júlio Makuch (PSD), da cidade de Prudentópolis-PR, através de uma 'nota de esclarecimento', diz que entende o trabalho do GAECO/MP e que confia na sua volta em breve, já que o mesmo procurou o MP antes da ação do último dia 23/07 e que a mesma só se deu por que 'faltou informações' ao MP que desencadeou a mesma. Makuch também diz na nota que as calúnias e difamações contra a sua pessoa por parte de 'adversários políticos' e pessoas ligada à ex-políticos da cidade, serão documentadas e processadas.

LEIA A NOTA INTEGRAL ABAIXO:

[...]1. Na última quinta-feira, dia 23 de julho, houve o cumprimento de mandados de busca e apreensão na minha residência e em meu gabinete na Câmara de Vereadores da cidade de Prudentópolis, bem como foi cumprido mandado de afastamento da minha função de Vereador.

2. Na minha trajetória de vida pública, jamais me esquivei do dever de prestar esclarecimentos à população da minha cidade e, principalmente, aos meus eleitores. Afinal, são anos de vida pública e, que não se esqueçam, fizemos muitas coisas boas pela nossa cidade.

3. Antes mesmo dos fatos ocorridos na presente data, já tinha conhecimento da investigação realizada e, de livre e espontânea vontade, por intermédio de meus advogados, já havia procurado os representantes do Ministério Público do Estado do Paraná e me colocado expressamente à disposição para prestar todos os esclarecimentos necessários e indispensáveis para a comprovação de que jamais pratiquei qualquer ato que atentasse contra a moralidade pública.

4. Compreendo que o MP está fazendo seu trabalho. Contudo, todos sabem que os boatos de pessoas desinformadas e até mal intencionadas, não prevalecerão, inclusive, as pessoas contrárias ao nosso trabalho, tem o direito de não gostar deste vereador, tem o direito de criticar, mas todas as calúnias, difamações e mentiras que estão sendo publicadas nas redes sociais, por pessoas com interesse em prejudicar o vereador e confundir a população, serão devidamente documentadas e rigorosamente processadas.

5. Não obstante o equívoco que está sendo cometido, continuo acreditando na justiça e tenho a mais absoluta certeza de que ela prevalecerá. Quem não deve, não teme. Assim, aguardo a decisão da justiça, respeitando sempre o trabalho do Ministério Público e do GAECO.

Obrigado a todos pela compreensão,

Júlio César Makuch [...]

quinta-feira, 23 de julho de 2015

População de Prudentópolis protesta exigindo mais segurança

Há meses, Prudentópolis vive uma onda de assaltos, roubos, furtos, invasão de residências. Pessoas tem sido assaltadas diariamente nas ruas por motoqueiros e 'nóias'. Os moradores não aguentando mais a falta de atenção para a área de segurança foram às ruas desse 23/07 exigindo segurança. "Prudentópolis era uma cidade calma, mas depois de uns anos, virou um antro de maconheiros e drogados, com muitos roubos e assaltos, ninguém mais está seguro, e até quando isso vai ficar assim? Até as pessoas começarem a serem mortas?", Reclamou uma internauta.  As autoridades ainda não emitiram nota e nem mesmo falaram se há algum 'plano de segurança efetivo' ou alguma melhoria para os próximos meses. A foto é de Lu Siqueira Guimarães.

Presidente da câmara de Prudentópolis é afastado pela Justiça à pedido do GAECO

Atendendo a pedido do Ministério Público do Paraná, por meio do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) de Guarapuava, a Vara Criminal de Prudentópolis, determinou a suspensão das funções públicas do presidente da Câmara de Vereadores do município. 

O parlamentar é investigado na segunda fase da Operação Caçamba, que resultou na prisão do então prefeito de Prudentópolis em fevereiro deste ano.

As investigações atuais dão conta de que o vereador seria “sócio oculto” da empresa que fazia o monitoramento de segurança para a prefeitura, cujo contrato teria sido superfaturado em conluio com o ex-prefeito preso, gerando prejuízo estimado em R$ 370 mil. 

Além disso, o vereador teria se utilizado do cargo para pressionar o atual prefeito para que renovasse o contrato superfaturado, garantindo-lhe total apoio na Câmara caso a renovação ocorresse.

Dando prosseguimento às investigações, o Gaeco cumpriu na manhã de hoje mandado de busca e apreensão em seis locais ligados ao presidente da Câmara, agora suspenso de suas funções de vereador e da presidência do órgão. (Fonte: MP-PR)

domingo, 19 de julho de 2015

Equipes da prefeitura trabalham até finais de semana após chuvas que causaram estragos em Prude

De acordo com a Defesa Civil de Prudentópolis, na região Centro Sul do Paraná, nos últimos 10 dias, choveu quase 290 milímetros, sendo que o volume normal para esse período é 80. Isso significa que nos últimos dias choveu três vezes mais que o normal. Com efeito, devido aos quase 30 dias de chuvas intensas e sequenciais, algumas estradas rurais do município estão apresentando problemas como alagamentos, estrago e perda de pontes, entre outros danos. Por isso, a equipe do pátio de máquinas lideradas pelo Secretário Adriano Cardozo está atuando inclusive nos finais de semana procurando sanar os problemas o mais breve possível. LEIA MAIS NO FCS BRASIL

quarta-feira, 15 de julho de 2015

GAECO encaminha denúncia contra Beto Richa e deputado que anda no bolso do governador

A Procuradoria-Geral de Justiça do Paraná recebeu na terça-feira (14) documentos encaminhados pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) sobre citações de políticos com foro privilegiado nas investigações da Operação Publicano, que apura casos de corrupção na Receita Estadual . Dentre os políticos citados estão o governador Beto Richa (PSDB) e o deputado estadual Tiago Amaral (PSB), além de um conselheiro do Tribunal de Contas do Paraná (TC) cujo nome não foi divulgado. (Na foto de Arquivo: governador Beto Richa, deputado Tiago Amaral e o ex-governador, da aposentadoria gorda, Orlando Pessuti (PMDB), no BRDE em Londrina) (Fonte:  Gazeta do Povo)

Justiça condena vereador e ex-secretário de finanças no caso da gasolina da prefeitura

Improbidade Administrativa 


O vereador Luciano Marcos Antônio (PMDB) e o ex-secretário de finanças, Rogério Thomas, que atuou no tempo do ex-prefeito cassado, Gilvan Agibert e que foi exonerado pelo dito cujo, foram ambos condenados por Improbidade Administrativa no conhecido Caso da Gasolina. 


O pai de Luciano, o ex-prefeito Markiano Antônio (PMDB) e o irmão Luiz Cesar Antônio também são réus em ação movida pelo Ministério Público por causa da Operação Caçamba do GAECO, a qual acabou com uma verdadeira quadrilha que operava dentro da prefeitura de Prudentópolis.  REVEJA AQUI. 

Trecho da decisão do Juiz Ronney Bruno dos Santos Reis 

(Clique na imagem para ler melhor)



Ainda, há outros vereadores que se defendem na justiça por processos que mais cedo ou mais tarde terão uma sentença. Alguns, de processos da Operação Caçamba do GAECO, outros de processos administrativos no TCU. (Arnaldo Távora para os blogs de Prudentópolis e região)